Tudoem Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes

Close
Fechar
Conheça as outras cidades onde o Tudoem esta presente
Tudoem Mogi das Cruzes

Mogi lança programa de logística

Fonte:Prefeitura de Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes

Mogi lança programa de logística reversa nos ecopontos

A Prefeitura de Mogi das Cruzes e a Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (ABREE) reforçam a assinatura, na próxima segunda-feira (01/06), do Termo de Cooperação que reafirma a parceria para ampliação do Sistema de Logística Reversa no município e possibilitará o descarte de eletroeletrônicos e eletrodomésticos em todos os ecopontos da cidade. A logística reversa é uma importante iniciativa da política de resíduos sólidos e ampliação da coleta seletiva e reciclagem de lixo. Para evitar aglomeração de pessoas, devido à pandemia da Covid-19, o evento não será aberto ao público. 

A solenidade será às 14h30, no ecoponto de Jundiapeba, e marcará o início das ações do Mês do Meio Ambiente, celebrado em junho.

Os equipamentos que podem ser descartados são aparelhos de ar-condicionado, aspirador de pó, batedeira, ferro elétrico, fone de ouvido, liquidificador, máquina de costura, micro-ondas, purificador de água, televisão e torradeira, entre outros. O decreto federal nº 10.240/2020 define uma lista completa e detalhada de 215 produtos que podem ser destinados (veja relação no link no final deste texto).

Mogi das Cruzes tem três ecopontos (Jardim Armênia, Parque Olímpico e Jundiapeba). O atendimento é para pessoas físicas, não inclui, portanto, empresas e assistências técnicas.O projeto desenvolvido em Mogi das Cruzes é o primeiro exemplo de política reversa em toda região do Alto Tietê,

“O Decreto Federal 10.240, publicado em fevereiro, caminha na direção da Política Nacional de Resíduos Sólidos e traz o direcionamento para o sistema de logística reversa. A grande importância disso é que o município poderá atuar como fiscal e não mais com responsável isolado pela destinação dos eletroeletrônicos, contando, para isso, com parceiros”, explica o secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Daniel Teixeira de Lima.

Além da parceria entre a Prefeitura e a ABREE, a iniciativa envolve também a CataSampa, cooperativa que atua na cidade e já é parceira da Prefeitura na coleta seletiva. A política municipal de logística reversa inclui os catadores como parte fundamental do processo.

Além dos três ecopontos, a ideia é ampliar gradativamente os locais de coleta.

“Será uma forma de estimular as pessoas a entregarem os eletrodomésticos e eletroeletrônicos, assim como ocorre nos ecopontos. Estruturas assim são importantes porque facilitam a destinação dos produtos e oferecem opções aos cidadãos, atendendo a uma demanda crescente, que é a dos eletroeletrônicos”, destaca o secretário.

A ABREE faz o recebimento dos produtos eletroeletrônicos e eletrodomésticos em fim de vida nos pontos de recebimento estabelecidos pela Prefeitura (inicialmente, os ecopontos), e dá a destinação final ambientalmente adequada ao material coletado.

“Estamos muito felizes com os resultados da parceria com o munícipio e essa é mais uma iniciativa que nos ajuda a avançar na implementação da Logística Reversa no pós-consumo, o que depende muito do envolvimento de todos os integrantes da cadeia. Queremos ampliar cada vez mais o número de acordos como este, que temos com a Prefeitura de Mogi das Cruzes, para podermos avançar significativamente este ano com a implementação de um Sistema de Logística Reversa de eletroeletrônicos sustentável no Brasil”, pontua Mara Ballam, gerente executiva da ABREE. 


Política de reciclagem
Os princípios de logística reversa são debatidos em Mogi das Cruzes procurando a segmentação e a obtenção de resultados práticos. Um exemplo são as lâmpadas. Desde o ano passado há pontos de arrecadação, em supermercados e hipermercados da cidade, instalados por meio de acordos firmados com a Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux) e com a Associação Brasileira de Fabricantes e/ou Importadores de Produtos de Iluminação (Abilumi).

“Este trabalho se desenvolveu por meio de debates no Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê). Conseguimos antecipar uma realidade que estava prevista para começar somente em 2022. Apesar desse material ser recolhido na iniciativa privada, os resultados são da cidade e fazem parte do trabalho que busca a segmentação da logística reversa, com resultados efetivos”, pontua o secretário.

Relação de produtos eletroeletrônicos de logística reversa (decreto nº 10.240/2020) no site da Abree: http://abree.org.br/informacoes

Confira também a lista dos pontos de recebimento do município: http://www.mogidascruzes.sp.gov.br/pagina/secretaria-do-verde-e-meio-ambiente/servico/agricultura-e-meio-ambiente/recebimento-de-materiais-inserviveis

Sobre a ABREE: 
Fundada em 2011, a ABREE, ou Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos, é uma entidade gestora sem fins lucrativos, que define e organiza o gerenciamento de resíduos sólidos, implementando sistemas coletivos de logística reversa e promovendo economia de grande escala ao reduzir os custos operacionais e de transações. Com 28 Associados, a ABREE é responsável pelo gerenciamento do sistema através da  contratação, fiscalização e auditoria dos serviços prestados por terceiros, para a implementação de sistemas coletivos de logística reversa, além de contribuir com  informações para todos os envolvidos da cadeia que são responsáveis para a viabilização da logística reversa de eletroeletrônicos e eletrodomésticos no país.

Autor

Tudoem

Prefeitura de Mogi das Cruzes

secretaria de comunicação da prefeitura de Mogi das Cruzes

redator.ccc@pmmc.com.br

www.pmmc.com.br

Comentários

Voltar ao Topo