Tudoem Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes

Close
Fechar
Conheça as outras cidades onde o Tudoem esta presente
Tudoem Mogi das Cruzes

Investimentos em educação e saúde

Fonte:Prefeitura de Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes

Investimentos em educação e saúde superam índices constitucionais

 

De janeiro a abril deste ano, a Prefeitura de Mogi das Cruzes arrecadou R$ 427.162.610,71, o equivalente a 33,45% do total orçado para o ano, que é de R$ 1.276.852.568,71. Os números foram apresentados pelo secretário municipal de Finanças, Robson Senziali, durante a 47ª Audiência Pública da Comissão de Finanças da Câmara Municipal, na manhã desta terça-feira (24/05), no Legislativo. Os destaques são os 42,6% investidos em educação e os 32,9% na saúde, ambos acima dos percentuais obrigatórios definidos pela Constituição Federal: 25% e 15%, respectivamente.

No caso da Educação, foram aplicados, no período, R$ 117.011.959,80, R$ 48.350.578,47 a mais que os R$ 68.661.381,33 obrigatórios.

Já para a saúde foram destinados R$ 90.350.538,28, valor que supera em 49.153.709,48 o mínimo exigido pela lei, que é de R$ 41.196.828,80. Ou seja: a Prefeitura investiu, de janeiro a abril, mais que o dobro do que determina a Constituição.

“A arrecadação está se comportando como prevíamos. O orçamento foi composto de forma a evitar surpresas, pois já sabíamos que este seria um ano economicamente difícil”, afirmou o secretário.

Ao lado do secretário adjunto Thiago Lara; do diretor superintendente do Instituto de Previdência Municipal (Iprem), Francisco Carlos Cardenas, e da diretora Financeira do Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae), Sueli Ikuta, além de técnicos da Prefeitura e autarquias, Senziali detalhou o desempenho de vários itens do orçamento, como IPTU, ITBI e ISS, além de repasses dos governos federal e estadual, e respondeu às perguntas dos vereadores Mauro Araújo, presidente do Legislativo, e Pedro Komura, membro da Comissão de Finanças e Orçamento.

A audiência foi referente a toda movimentação financeira da Prefeitura nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril e obedece ao disposto na Lei Complementar 101, de 4 de maio de 2000.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, a arrecadação ficou 20,18% superior à de 2015, em valores nominais (sem descontar a inflação). Os aumentos mais representativos foram em transferências de capital (1.324,99%), sobretudo pelas obras do Complexo Viário Jornalista Tirreno Da San Biágio (túnel da Sacadura Cabral), que tem recursos do Governo Federal, e depósitos judiciais (286,39%). (JN)

Autor

Tudoem

Prefeitura de Mogi das Cruzes

secretaria de comunicação da prefeitura de Mogi das Cruzes

redator.ccc@pmmc.com.br

www.pmmc.com.br

Comentários

Voltar ao Topo