Tudoem Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes

Close
Fechar
Conheça as outras cidades onde o Tudoem esta presente
Tudoem Mogi das Cruzes

Área de Proteção e Recuperação

Fonte:Prefeitura de Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes

Secretaria Estadual do Meio Ambiente conclui estudo para regulamentação da Lei Específica

 

A regulamentação da Lei Específica da Área de Proteção e Recuperação dos Mananciais do Alto Tietê Cabeceiras está adiantada e o processo de análise técnica já foi concluído pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente. A informação foi transmitida pela secretária Patrícia Iglecias ao prefeito Marco Bertaiolli, durante audiência realizada nesta terça-feira (01/03), na sede da pasta, em São Paulo. A partir de agora, o processo seguirá para a Secretaria Estadual de Saneamento e Recursos Hídricos e, em seguida, para a Casa Civil, onde será elaborado e decreto que receberá a assinatura do governador Geraldo Alckmin.

“A audiência desta terça-feira foi muito produtiva e deu continuidade à reunião do Condemat que realizamos no dia 14 de outubro do ano passado, na Barragem de Ponte Nova, em Salesópolis, e que contou com a presença da secretária Patrícia Iglecias. Naquela ocasião, ouvimos que esta regulamentação estaria pronta em março deste ano e hoje, dia 1º, recebemos esta notícia extremamente positiva para toda a região. A partir de agora, vamos acompanhar a reta final da tramitação e agendar uma reunião com a Secretaria de Recursos Hídricos para solicitar que os procedimentos também sejam ágeis”, disse Bertaiolli.

O prefeito participou da audiência ao lado do bispo diocesano de Mogi das Cruzes, dom Pedro Luiz Stringhini; da vereadora Odete Sousa; do secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, André Saraiva; e de três lideranças comunitárias de áreas cujos moradores têm interesse direto na regulamentação da Lei Específica – o presidente da Associação dos Moradores da Vila Barreiro, Marcelo Moraes Dantas; o presidente da Associação dos Produtores Rurais de Jundiapeba e Região (Aprojur), Kazushi Tassato; e a vice-presidente da Associação de Moradores da Vila Vitória, Rosemeire Barbosa.

O coordenador de Planejamento Ambiental da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, Eduardo Trani, também participou da audiência e explicou que, com a regulamentação, será possível planejar ações de regularização que são importantes para todos os municípios. A lei foi sancionada no dia 2 de outubro pelo governador Geraldo Alckmin e a expectativa é de que a assinatura final do decreto ocorra de forma breve, assim que sejam cumpridas todas as etapas da tramitação.

Para Mogi das Cruzes, o grande benefício será a possibilidade de estabelecer um cronograma de atividades para equacionar a situação das famílias que residem em lotes menores, na chamada região dos chacareiros, em Jundiapeba. A Administração Municipal já assumiu o compromisso de desapropriar a área ocupada, mantendo as famílias na região e promovendo a regularização fundiária, somada à implantação de toda a infraestrutura necessária no local. Este processo depende diretamente da regulamentação da Lei Específica.

A legislação existente até então era originária da década de 70 e impunha restrições ao uso e ocupação do solo, assim como à instalação de serviços de infraestrutura nas áreas protegidas. Já a Lei Específica norteará o uso e a regularização do solo, equilibrando os conceitos de proteção e crescimento sustentável. (MAS)

 

Foto: Ney Sarmento/PMMC

Autor

Tudoem

Prefeitura de Mogi das Cruzes

secretaria de comunicação da prefeitura de Mogi das Cruzes

redator.ccc@pmmc.com.br

www.pmmc.com.br

Comentários

Voltar ao Topo