Tudoem Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes
Close
Fechar
Conheça as outras cidades onde o Tudoem esta presente
Tudoem Mogi das Cruzes

Projeto Mogi Mais Água

Fonte:Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes

Primeira miniestação de tratamento do projeto Mogi Mais Água é instalada no Cocuera

A propriedade rural de Celso Koji Takano, no bairro do Cocuera, foi a primeira em Mogi das Cruzes a receber uma miniestação de tratamento de esgoto rural do programa Mogi Mais Água, uma iniciativa da Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio da Secretaria de Agricultura. O equipamento, instalado nesta terça-feira (04/12) em parceria com o Instituto Trata Brasil, integra o projeto piloto de saneamento rural do programa, que ainda contemplará mais nove miniestações como esta e outras ações, envolvendo o reflorestamento de áreas e a conservação das nascentes.

A miniestação será acompanhada e monitorada pela Pasta e os parceiros do projeto. Além das primeiras miniestações, também chamadas de gotas pelos técnicos, a meta é instalar mais 66 unidades na cidade por meio de recursos federais e estaduais. “O saneamento é uma das grandes preocupações da nossa cidade. Com o trabalho consolidado na área urbana, temos que incentivar os produtores rurais a conservar e proteger suas propriedades”, disse o prefeito Marcus Melo.

Foram captados R$ 4,7 milhões junto ao Programa Nascentes e Fundo Estadual de Recursos Hídricos - Fehidro, do Governo Estadual, além da Agência Nacional de Águas - ANA, que aguardam liberação. “Iniciamos o projeto pelo início da bacia hidrográfica do rio Tietê, localizada aqui Cocuera. Vamos fazer um monitoramento deste primeiro equipamento e a partir do cadastro dos produtores interessados,iremos definir a instalação das próximas miniestações”, explicou o secretario de Agricultura, Renato Abdo. O projeto está sendo implantado fora da Área de Proteção e Recuperação dos Mananciais (APRM).

O processo de tratamento do esgoto começa com a chegada do esgoto na caixa de gordura, onde é encaminhado para o equipamento. Na gota, a água sofre a ação de bactérias aeróbias e o lodo gerado é separado da água. Este lodo recebe novamente as bactérias e ao final do processo, a água tratada com até 90% de pureza é escoada para um sumidouro. “Esta água pode ser utilizada para a rega de plantas e lavagem de pisos. O equipamento tem um consumo de energia menor que 100 watts”, explicou o engenheiro ambiental, Daniel Vecchi.

Para o produtor rural, o equipamento irá contribuir para a preservação do meio ambiente. “Antes o tratamento do esgoto era feito com fossa negra e com este equipamento, não teremos o perigo de contaminação do lençol freático”, disse Takano, que atualmente cultiva tomates cereja. Promover esta conscientização ambiental nos produtores rurais é uma das metas do projeto, que também conta com outras ações.

Além do saneamento rural, o Mogi Mais Água atuará na recomposição e manejo de vegetação natural em áreas de manancial e a manutenção das nascentes e adoção de práticas de conservação da água nas propriedades, utilizando como ferramenta o Pagamento por Serviços Ambientais (PSA). O projeto foi elaborado a partir de reuniões no Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural (CMDR) e conta com a parceria do Semae, da Secretaria do Verde e Meio Ambiente, a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento (CATI),  Instituto Trata Brasil e ONG The Nature Conservancy (TNC). (Kelli Correa Brito)

Autor

Tudoem

Prefeitura de Mogi das Cruzes

secretaria de comunicação da prefeitura de Mogi das Cruzes

redator.ccc@pmmc.com.br

www.pmmc.com.br

Comentários

Voltar ao Topo