Tudoem Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes
Close
Fechar
Conheça as outras cidades onde o Tudoem esta presente
Tudoem Mogi das Cruzes

Plano de Água e Esgoto

Fonte:Prefeitura de Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes

Plano de Água e Esgoto prevê investimentos de R$ 1,49 bilhão para universalização dos serviços

 

Mogi das Cruzes necessitará de R$ 1,49 bilhão, ao longo de 30 anos, para universalizar os serviços de água e esgoto na cidade. A previsão é do Plano Municipal de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário do Município (PMAE), cuja versão preliminar foi apresentada na manhã desta quinta-feira (10/08), na Câmara, pelo diretor-geral do Semae, Paulo Beono Jr, aos vereadores – o evento foi aberto à população. A maior parte dos recursos (R$ 855 milhões) é para investimentos considerados de curto prazo (em até dez anos).

“Somente com recursos próprios do Semae, os valores são inviáveis. E é isso o que passaremos a discutir a partir de agora com a Câmara e a sociedade. O prefeito Marcus Melo determinou que fizéssemos um estudo de viabilidade econômica e financeira e, a partir dela, a decisão será tomada em conjunto, o que inclui a busca por recursos externos, como financiamentos e repasses de outras esferas de governo”, afimou Beono.

A previsão de investimentos necessários apontada no plano se divide em R$ 654,26 milhões para Sistemas de Abastecimento de Água e R$ 837,49 milhões para Esgotamento Sanitário.

O documento pode ser consultado no site da Prefeitura desde segunda-feira, dia 7 de agosto, e ficará à disposição da população por 30 dias, online, para análise e apresentação de sugestões.

O PMAE atualiza e unifica os planos diretores vigentes de Esgoto (2010) e de Água (2011). Trata-se de um levantamento minucioso realizado pelo Semae, por meio de uma empresa especializada, e que prevê um cronograma de obras e investimentos, em função da projeção de crescimento populacional e da própria malha urbana da cidade.

As dúvidas ou sugestões poderão ser apresentadas pela população e serão compiladas pela equipe da autarquia, antes de o projeto ser encaminhado à Câmara Municipal para apreciação e votação.

“Nosso objetivo é dar publicidade ao plano e agradeço aos vereadores a oportunidade de, mais uma vez, discutirmos o saneamento em nosso município. O documento disponível é ainda uma versão preliminar que será consolidada após a contribuição da população”, concluiu o diretor-geral do Semae.

Entre as metas do PMAE estão a melhoria do controle operacional do sistema de água, redução do índice de perdas, garantia do abastecimento de água para a população com o mínimo de interrupção, aumento do volume de esgoto tratado e implantação de sistemas de saneamento para os núcleos urbanos isolados.

Atualmente, em Mogi das Cruzes, 98% da área urbana são atendidos por abastecimento de água. Quanto ao esgoto, os índices avançaram, nos últimos anos, de 78% de coleta e apenas 5% de tratamento para os 95% de coleta e 61% de tratamento. (Julio Nogueira)

Autor

Tudoem

Prefeitura de Mogi das Cruzes

secretaria de comunicação da prefeitura de Mogi das Cruzes

redator.ccc@pmmc.com.br

www.pmmc.com.br

Comentários

Voltar ao Topo